Um pequeno guia sobre como proteger sua privacidade

Um pequeno guia sobre como proteger sua privacidade

Elias Garcia | 15  de maio de 2017 [atualizado em fevereiro de 2019] 

Pixabay

Em 2013, Edward Snowden revelou uma série de documentos que mostram como o governo dos Estados Unidos vem coletando dados de forma indiscriminada e espionando cidadãos do mundo inteiro por toda a Internet. Uma vez analisados, esses documentos revelaram a profundidade da espionagem da NSA, e fez com que empresas e indivíduos em toda a web começassem a buscar formas de proteger a sua privacidade do governo.

Defender uma maior proteção a privacidade – seja financiando grupos como o SFL e a Electronic Frontier Foundation, ou protestando contra os invasores de contas – definitivamente é algo positivo, entretanto, isso realmente não funciona tão bem a ponto de deixá-la completamente fora de perigo. Felizmente, há uma infinidade de serviços, muitas vezes gratuitos, que ajudam a proteger a sua privacidade. Enquanto muitos destes serviços, provavelmente, não vão evitar que a NSA encontre tudo o que quiser sobre você se estiver a fim, com certeza impedirão que seus dados sejam roubados por programas governamentais em geral ou empresas com práticas inescrupulosas de negócios.

Abaixo está um mini-guia para diferentes softwares, serviços privados, e outras ferramentas que podem ajudar a preservar a sua privacidade.

Leia também

1. Os motores de busca

Não deveria ser nenhuma surpresa que os motores de busca lucram ao monitorar o seu uso da Internet, uma vez que o modelo de negócios dessas companhias consiste em capturar os seus dados e vender anúncios em troca de resultados de pesquisa. No entanto, ainda existem opções que não exigem que você revele tudo sobre a sua vida.

DuckDuckGo.com é provavelmente o exemplo mais popular. Uma vez que ele não armazena os dados dos seus usuários e dá a todos os mesmos resultados. Embora não tenha alguns recursos robustos como o Google ou o Bing, essa falha é compensada ao nãofazer algo que os seus dois maiores concorrentes fazem: monetizar suas consultas. Usando o DuckDuckGo, você financia empresas com boas práticas de negócios, e vai começar a agir em busca de um futuro com mais privacidade.

Startpage.com é uma alternativa semelhante que, intuitivamente, usa o Google para suas buscas, mas esconde os seus dados pessoais. Em outras palavras, você tem acesso ao algoritmo de busca do Google e os seus resultados sem dar-lhes suas informações.

2. Browsers

Navegadores são um assunto complicado quando falamos de privacidade. Muitos deles são desenvolvidos pelas mesmas empresas que fazem os motores de busca e tem interesse em obter os seus dados. No entanto, muitos browsers permitem que você desative os recursos de rastreamento, além de oferecerem extensões que escondem as suas atividades na internet. Salvo indicação do contrário, as extensões mencionadas estão disponíveis para o Firefox ,Chrome , Opera e Safari.

A primeira coisa que você tem que fazer é verificar as configurações do navegador que você está usando. Lá você vai encontrar todas as opções e a forma como ele armazena cookies, histórico, e dados que ele captura a partir da sua navegação de uma forma geral. Se quiser aumentar o seu anonimato, eu recomendo que você escolha as configurações mais rigorosas para isso, como não permitir cookies de terceiros e limpar o cache ao fechar o seu browser. Essas configurações variam de broswer para browser, assim você terá que verificar isso sozinho e ver o que pode ser feito.

Disconnect.Me é uma companhia que fornece várias extensões e serviços que ajudam a manter a sua privacidade e impede que empresas monitorem você. Seu aplicativo para diferentes sitemas operacionais (iOS e Android estão inclusos!) e navegadores criptografa e evita que sua atividade na internet seja rastreada. Eles também são criadores de outra extensão popular, conhecida simplesmente como Disconnect, que bloqueia o monitoramento de websites e serviços.

Blur (anteriormente conhecido como DoNotTrackMe) oferece serviços semelhantes ao Disconnect, mas vai mais longe, fazendo com que seus cartões de crédito e e-mails também estejam protegidos. Ao invés de dar o seu número de cartão e e-mail para lojas e outros serviços online, o Blur consegue criar uma espécie de máscara para ambos, que continua funcional, mas protegendo os seus dados. Uma interessante função do serviço é o gerenciador de senhas, que permite a criação de senhas fortes sem que você tenha que lembrar delas no futuro.

O Blur também armazena os seus dados de forma segura em seus servidores e não usa qualquer um deles. No entanto, a proteção do seu cartão de crédito e e-mail têm um custo, já que a versão gratuita é limitada, exigindo que você se registre.

Ghostery é outra extensão como Disconnect e Blur. Sua singularidade decorre do fato dela não armazenar nenhuma informação sobre você, a única interação entre você e a extensão é a instalação inicial. A sua lista de cookies e serviços de rastreamento está sempre crescendo, o que significa que a sua proteção também sempre está aumentando.

3. Armazenamento

Armazenamento em nuvem é uma inovação de tecnologia relativamente recente para o público em geral e vem se tornado um aspecto importante na vida de qualquer estudante ou empresa. No entanto, em conjunto com os documentos da NSA vazados, descobrimos que empresas, como o Dropbox, têm sido extremamente relaxadas com os dados dos seus usuários. Desde transferências não criptografadas, termos de serviço abusivos à grandes buracos na segurança, o Dropbox é parece ser uma companhia extremamente poderosa que consegue ignorar completamente a privacidade dos seus clientes. Felizmente para nós, existem algumas alternativas seguras (e competitivas).

SpiderOak é, naturalmente, o primeiro serviço sugerido, afinal, o próprio Edward Snowden o recomendou. Como o Dropbox, o SpiderOak funciona como um software de drag and drop (arrastar e soltar), você pode acessar sua conta  partir de qualquer telefone, tablet ou PC. Ele vem com 2 GB de armazenamento gratuito, que pode ser expandido para até 10GB gratuitamente através de um sistema de indicações. Planos pagos também estão disponíveis. A diferença entre Dropbox e SpiderOak, no entanto, é, obviamente, a privacidade. Antes de mais nada, o SpiderOak não tem a sua senha. Isto significa que ninguém pode acessar seus dados, exceto você mesmo. Isso é possível porque o SpiderOak adota a política de “conhecimento zero”, e criptografa os seus dados ainda no seu computador, para depois enviá-los para os servidores da empresa, abstendo-se de ter a chave necessária para desencriptar o que você armazena.

Tresorit é semelhante ao SpiderOak no fato de ser criptografado em seu PC para o servidor, com apenas o usuário tendo conhecimento da senha. Com base na Suíça, Wuala argumenta que detém a expertise sobre métodos de segurança e política, uma vez que os locais onde os seus servidores estão instalados (Alemanha, França e Suíça) têm leis muito superiores de privacidade do que outros países. Eles têm planos gratuitos que te dão 5GB de armazenamento criptografado.

4. Email

Assim como os motores de busca usam os seus dados para vender publicidade, o mesmo acontece com o seu provedor de e-mail. Independentemente do que você tem nele, muitas empresas procuram palavras-chave e frases que lhes permitam mostrar anúncios específicos. Ao contrário de browsers e motores de busca, não há realmente uma maneira de contornar isso sem envolver uma mudança um pouco mais radical. E-mails voltados para privacidade são um nicho relativamente “novo”, e o aumento da popularidade fez das contas gratuitas limitadas, quando não inexistentes, mas aqui estão algumas recomendações.

Tutanota é um serviço de e-mail com base na Alemanha que fornece a criptografia completa dos seus serviços de e-mail, a partir do seu PC até quem quer que receba seu e-mail. Além disso, por causa da crença do Tutanota na privacidade, eles oferecem um GB livre para todos, ou seja, eles são uma das poucas empresas que fornecem uma opção de conta gratuita. Como SpiderOak, eles endossam a política de “conhecimento zero”, o que significa que não tem absolutamente nenhum acesso ao conteúdo do seu e-mail. Além disso, uma vez que está hospedado na Alemanha, seus dados estão sob proteção legal muito mais forte.

Com sede na Suíça, o Kolab Now tem se tornado o padrão de excelência no e-mail privado (assim como os seus serviços de calendário e agenda). Uma vez que tem base na Suíça, suas conversas são adequadamente protegidas pelas leis do governo suíço e, como a própria companhia argumenta, “a política é o trunfo de qualquer criptografia.” Além disso, o Kolab Now é baseado no Kontact, um software de código aberto, o que garante que não há nada de malicioso escondido no programa. O lado ruim do Kolab Now é que é um serviço pago, mas de forma compreensível, dada a demanda e os custos de hospedagem de servidores na Suíça. No entanto, eles oferecem uma opção apenas de e-mail, o que reduz substancialmente o custo para uma conta, bem como dão um desconto para estudantes. Eu mesmo estou pagando pouco menos de US$ 5 para 5 GB de armazenamento.

O ProtonMail é parecido com o Kolab Now. Ele foi fundado na Suíça por três engenheiros do CERN chocados com as revelações trazidas por Edward Snowden ao mundo. Como nos outros serviços, seus e-mails são criptografados de ponta-a-ponta, o que significa que nem quem tiver acesso ao servidor suíço poderá saber o que foi escrito. O melhor de tudo? Ele é de graça e funcional.

5. No fim do dia

Lembre-se, não há nenhuma garantia quando se trata de privacidade na Internet, mas é sempre melhor proteger a sua, tanto quanto possível. Isto significa que coisas do senso comum, como não dar suas informações pessoais e manter os dados fundamentais (como senhas) protegidos, são, frequentemente, os melhores passos que qualquer pessoa pode tomar para proteger sua privacidade. Eu espero que este pequeno guia ajude aqueles relativamente familiarizados com tecnologia e software a andarem na direção certa, e como sempre, praticar forte discrição antes de instalar qualquer coisa no seu computador.

6. Quer saber mais?

Privacidade é muito importante para o Students For Liberty Brasil.

Nao há liberdade quando o governo é capaz de saber tudo o que você faz. Precisamos de uma esfera de proteção. Uma sociedade como a de 1984, em que não há lugar para se esconder, é uma sociedade totalitária.

Você pode acompanhar e saber mais sobre privacidade e outras formas de angariar sua liberdade hoje. Basta se inscrever em nossa newsletter clicando aqui.


Elias Garcia é alumnus do Students For Liberty Brasil

Este artigo não necessariamente representa a opinião do SFLB. O SFLB tem o compromisso de ampliar as discussões sobre a liberdade, representando uma miríade de opiniões. Se você é um estudante interessado em apresentar sua perspectiva neste blog, envie um email para [email protected] e [email protected]

Volte para o blog

Leave a Reply

Your email address will not be published.

X